Pega a Visão – Deus – Há uma cosmologia da quebrada?

Deus, curta metragem de 2017 dirigido por Vinícius Silva, vencedor de diversos prêmios e recusado por tantos outros festivais é centro da discussão desse texto. Três são os elementos principais que passam aqui a ser analisados com o carinho do efeito que em mim provocaram: 1. O rigor dos planos médios e abertos; 2. A trajetória…

7º Olhar de Cinema – Olhar Retrospectivo – Hienas

Seguindo a cobertura sobre o Olhar Retrospectivo deste 7 Olhar de Cinema que neste ano traz panorama sobre a obra do diretor senegalês Djibril Diop Mambety, escrevo agora sobre Hienas, penúltimo filme da breve vida e da breve filmografia desse diretor fundamental para a história do cinema e das artes de modo geral. Começo esse…

7° Olhar de Cinema – Olhar Retrospectivo – A Pequena Vendedora de Sol

Com este texto sobre A Pequena Vendedora de Sol abro a cobertura crítica acerca do programa Olhar Retrospectivo que nesta edição do Festival Olhar de Cinema traz como um de seus homenageados o cineasta senegalês Djibril Diop Mambety. Além deste média metragem os longas A Viagem da Hiena e Hienas também ganharão textos que, pensados…

TOUKI BOUKI: O PÓS COLONIALISMO AOS OLHOS DE MAMBETY

Touki Bouki é um conto africano pós colonial. O cineasta senegalês Djibril Diop Mambéty, neste filme, articula essa lógica como poucos. Mambéty talvez seja, junto com o também cineasta e conterrâneo Ousmane Sembene – considerado por muitos o pai do cinema Africano – um dos maiores e mais subestimados talentos do cinema fora do eixo…

BAMAKO: A POLÍTICA ÍNTIMA DAS IMAGENS

  Falar sobre o cinema feito pelo cineasta mauritano, radicado no Mali, Abderrahmane Sissako significa a principio espichar nosso próprio olhar sobre paradigmas construídos historicamente por olhares outros, e dominantes, direcionados à produção africana de cinema, mas que a bem da verdade se prolongam para qualquer cinematografia mobilizada por pessoas negras. O primeiro paradigma está…

O Matador de Ovelhas: trajetórias do não acontecido

Killer of Sheep, dirigido por Charles Burnett e lançado em 1978, é um atestado sobre o quão torturante pode ser a falta de perspectivas na vida de um grupo de pessoas. É, ainda, um retrato familiar que serve de espelho amorfo ao ideário da família tradicional, branca, rica e conservadora. A idéia do limite de…

Redemption e Entretanto: a memória lúdica, em Miguel Gomes

Miguel Gomes, cineasta português que despontou há cerca de três anos com seu longa “Tabu” afirmou certa vez, quando perguntado sobre o porquê de seus filmes geralmente se dividirem em capítulos, que o cinema de um caminho só não lhe interessa(va). Neste sentido, reconhecer Miguel Gomes como um dos cineastas mais interessantes atualmente é perceber…